sexta-feira, agosto 03, 2018

IMAGINÁRiO #728

José de Matos-Cruz | 24 Junho 2019 | Edição Kafre | Ano XVI – Semanal – Fundado em 2004


PRONTUÁRiO

AMEAÇAS
Baseado numa investigação dos jornalistas Andrew & Leslie Cockburn, sobre o potencial nuclear mal parado, após a desagregação da União Soviética, eis o alerta latente e actual de O Pacificador (1997), com realização de Mimi Leder. A partir desta inquietante inspiração, o argumentista Michael Schiffer implicou, como principais responsáveis: a ameaça da mafia eslava, impune e sem escrúpulos; e um sector militar, insatisfeito pela perda de poder e privilégios. Assim evoluem as máscaras do terrorismo - com intuitos mercenários, sem motivações além do lucro; por fanatismo, visando objectivos políticos; ou mobilizando gente sem ideais nem ambições, instigada pelos demónios íntimos… Algures na Rússia, é a catástrofe, ao colidir um comboio de passageiros com outro que transporta armas nucleares, para serem desactivadas segundo o tratado START. Tanto a Drª Julia Kelly, cientista e conselheira da Casa Branca; como o tenente-coronel Thomas Devoe, da espionagem das Forças Armadas, suspeitam que não foi mero acidente. Parte da perigosa carga desapareceu, e ambos unem esforços em agitada missão pela Europa de Leste. Afinal, as pistas levam-nos de volta à América: nas Nações Unidas, Nova Iorque, decorre uma conferência de paz. Mas, poderão evitar o inferno dum holocausto para o mundo livre? Pelo menos, esta produção original da DreamWorks, em acção espectacular, teve o mérito de tranquilizar os meios financeiros - ao atingir o topo do box-office com receitas de treze milhões de dólares, só nos primeiros dias.

CALENDÁRiO

06ABR-26MAI2018 - Em Lisboa, Galeria Miguel Nabinho apresenta Freakquency - exposição de pintura de Pedro Casqueiro. IMAG.681

12ABR-19MAI2018 - Em Lisboa, Galeria Pedro Cera apresenta Echo Chamber - exposição de escultura e mixed media de Mariele Neudecker (Alemanha).

19ABR-19MAI2018 - Em Lisboa, Galeria Carlos Carvalho apresenta Houve Um Tempo Em Que Estávamos Todos Vivos - exposição de vídeo de Daniel Blaufuks. IMAG.475-546-583-651

1931-07MAI2018 - Ermanno Olmi: Cineasta italiano, realizador de A Árvore dos Tamancos / L'Albero degli Zoccoli (1978) - «O que eu procuro exprimir nos filmes, deriva e pertence a esse mundo, o mundo que conheci pessoalmente: a indústria moderna e a civilização que esta cria» (2012).

10MAI2018 - Midas Filmes estreia Luz Obscura (2017) de Susana de Sousa Dias; documentário sobre os arquivos do Estado Novo. IMAG.96-357

11MAI-30SET2018 - Em Lisboa, Pavilhão Branco da Galeria Municipal apresenta Inner 8000er - exposição de pintura de João Marçal, sendo curadores Sara Antónia Matos e Pedro Faro. IMAG.543

17MAI-01JUL2018 - Centro de Exposições de Odivelas apresenta Viagem Pelas Minhas Estórias - exposição de pintura de Patrícia Mouzinho.

19MAI-30JUN2018 - Em Colares/Sintra, Galeria de Arte Flores do Cabo apresenta De Que Cor Será o Sentir? - exposição de pintura de Carlos Pragana (Brasil).

ANUÁRiO

1929-2013 - Júlio Roberto: Filósofo português, poeta e ecologista, fundador / editor do ITAU - «Transformámos tudo, progredimos, inventámos, criámos coisas que tu nem imaginas. Olha, substituímos o vento e o sol por uma coisa que se chama energia nuclear.» (Poema Ecológico - excerto). IMAG.466

MEMÓRiA

24OUT1939-2018 - Madalena Lucília Iglésias do Vale de Oliveira Portugal, aliás Madalena Iglésias: Cantora portuguesa, vencedora do Festival RTP da Canção de 1966, com Ele e Ela - «[Percorri] um caminho com entusiasmo, alegria, êxitos e algumas nuvens» (Meu Nome É Madalena Iglésias - 2008). IMAG.488-711

28OUT1909-1992 - Francis Bacon: Artista plástico anglo-irlandês - «Toda a pintura é um acidente. Porém, também não é um acidente, pois devemos seleccionar qual a parte do acidente que preferiremos preservar». IMAG.368

28OUT1919-2004 - Natércia Freire: Escritora portuguesa, poetisa e ficcionista - «Que música de prados e de fontes! / Que riso de águas vem para nos levar? / Meu rosto, no teu rosto de horizontes, /Meu corpo, no teu corpo, a flutuar.». IMAG.21

1907-28OUT1949 - José Carlos de Queiroz Nunes Ribeiro, aliás Carlos Queiroz: Poeta e ensaísta português - «Poesia! nunca mais venhas assim: / Pé ante pé, covardemente oculta / Nas ideias mais simples, / Nos mais ingénuos sentimentos: / Um sorriso, um olhar, uma lembrança… / – Não sejas como o Amor!» (Apelo à Poesia). IMAG.167-307-491-605-639

31OUT1929-2016 - Carlo Pedersoli, aliás Bud Spencer: Nadador e actor italiano, intérprete de Juntos São Dinamite (1974) com Mario Girotti / Terence Hill - «Está ligado à imagem da família reunida, numa época sem preocupações que eram os anos 1980» (Stefano Savio). IMAG.-628

VISTORiA

Meu Filho

Quantas vezes desejo falar-te
e dizer-te tanta coisa que anda comigo.
Quantas vezes quero fazer-te uma festa
e dar-te um beijo dizendo:
Meu filho como te amo!
Porém tu cresceste.
Voaste para o teu mundo
o teu mundo de jovem.
Às vezes solitário, outras perdido,
outras, alegre e distante.
E entre nós vai crescendo
essa separação.
Vamos ficando na aparência
um pouco estranhos,
divididos pelas idades
e pelos mundos de cada um.

Ah meu filho!
Porquê esta vergonha, este pudor
de te abraçar e de acarinhar,
de te dizer: Olá meu amor!
Porquê este medo que
nos deixa assim,
com o coração cheio de
ternura,
mas os gestos parados,
o olhar vazio,
as palavras todas por dizer.
Vamos mudar isto? Queres?
Então abraça-me,
um abraço forte como dois
amigos,
mais que irmãos.
Penetra no meu mundo e
eu no teu.
Demos as nossas mãos
e caminhemos juntos
na procura que tu queres
e eu também.
E vamos construir um
mundo
em que não há autoridade
nem distância
mas doçura, compreensão
e amor.
E assim, como dois jovens
talvez possamos entender
a vida
e sermos companheiros
na alegria.
E quem sabe, descobrirmo-nos
um ao outro.

Um beijo
Júlio Roberto

Erótica

A noite descia
como um cortinado
sobre a erva fria
do campo orvalhado.

E eu (fauno em vertigem)
a rondar em torno
do teu corpo virgem,
sonolento e morno,

pensava no lasso
tombar do desejo;
em breve, o cansaço
do último beijo…

E no modo como
sentir menos fácil
o maduro pomo
do teu corpo grácil:

ou sem lhe tocar
– de tanto o querer! –
ficar a olhar,
até o esquecer,

ou como por entre
reflexos do lago,
roçar-lhe no ventre
luarento afago;

perpassando os meus
nos teus lábios húmidos,
meu peito nos teus
brancos
seios
túmidos…
Carlos Queiroz

BREVIÁRiO

Fundação Francisco Manuel dos Santos edita Cinema e História - Aventuras Narrativas de João Lopes.  
IMAG.191-225-544-567-571-576-578-581-587-611-645-649-656-658-662-672-687-724

Warner edita em CD e DVD, Cellist of the Century: The Complete Warner Recordings por Mstislav Rostropovich (1927-2007). IMAG.147


EXTRAORDINÁRiO

OS ALTERNATIVOS - Folhetim Aperiódico

IRONIA E RECONSTITUIÇÃO DA CAVEIRA HIPOCONDRÍACA - 10

O assistente, Constantino Fraga ousou, chegando-se:
- Mestre, está tudo a postos...
- Por isso mesmo… Acção! condescendeu, fascinado, Arthur Lopes de Barros, recuperando aprumo e primazia.
Continua

Sem comentários:

Enviar um comentário