segunda-feira, fevereiro 17, 2020

FUNDA|MENTAL 28

José de Matos-Cruz | 16 Março 2020 | Edição Kafre | Ano II – Semanário – Desde 2019
 
FENDA|MENTAL

JUSTA|POSIÇÃO

16MAR1825-01JUN1890 - Camilo Castelo Branco: Escritor e jornalista português, ficcionista e poeta - «Chorava, chorava! Assim eu lhe soubesse dizer o doloroso sobressalto que me causaram aquelas linhas, de propósito procuradas, e lidas com amargura e respeito e, ao mesmo tempo, ódio. Ódio, sim… A tempo verão se é perdoável o ódio, ou se antes me não fora melhor abrir mão desde já de uma história que me pode acarear enojos dos frios julgadores do coração e das sentenças que eu aqui lavrar contra a falsa virtude de homens, feitos bárbaros, em nome da sua honra.» (Introdução a Amor de Perdição - excerto, 1861).

16MAR1941-26NOV2018 - Bernardo Bertolucci: Cineasta italiano, realizador e argumentista, actor e produtor, distinguido com o Oscar por O Último Imperador / The Last Emperor (1987) - «O cinema é uma maravilhosa máquina do tempo, pois permite revelar, aos jovens actuais, aqueles que, com a mesma idade, na década de 1960, tinham um objectivo pelo qual lutar».

20MAR1936-10DEZ2016 - Alberto Jorge Seixas dos Santos, aliás Alberto Seixas Santos: Cineasta português, realizador (ficcionista e documentarista), argumentista, produtor e actor, escritor, crítico e jornalista, encenador e professor.

21MAR1931-12JUN2010 - Alfonso Williamson, aliás Al Williamson: Ilustrador americano, um dos maiores artistas de banda desenhada, na herança de Alex Raymond, assinou Flash Gordon, Jungle Jim, Secret Agent X-9, Blade Runner ou Star Wars - «O seu estilo é maravilhoso e quando, além do labor gráfico, se ocupa também da arte-final, atribui uma outra dimensão, mais ampla e expressiva, às imagens originais» (John Romita Sr).

SUPER|VISÃO

A OUTRA METADE

Quando este corpo meu esfacelado / Baixar à leiva húmida da cova, / Hão de os jornais carpir a infausta nova, / Taxando-me de sábio consumado. // Estalará na imprensa enorme brado, / Pedindo a ressurgência d’um Canova / Que a morta face em mármore renova / Para insculpir meu busto laureado. // E algum dos imbecis necrologistas, / Com soluçantes vozes de saudade, / Dirá em ricas frases nunca vistas: // «Esse génio imortal, rei dos artistas, / No céu pede ao Senhor que a outra metade / Reparta por vocês, ó jornalistas!»
Camilo Castelo Branco
- Nas Trevas - Sonetos Sentimentais e Humorísticos
(1890)
FUNDA|MENSAL

ACTUAL|IDADE

30MAI1939-20NOV2019 - Michael John Pollack Jr, aliás Michael J. Pollard: Artista americano de televisão e cinema, intérprete de Bonnie & Clyde / Bonnie and Clyde (1967 - Arthur Penn) - «O primeiro actor importante do após-Método.» (The New York Times - 1969).

21JUL1934-27NOV2019 - Jonathan Wolfe Miller, aliás Jonathan Miller: Artista e médico (neurologia) inglês, escritor analista e dramaturgo, encenador e director de ópera, actor e humorista, apresentador de televisão, autor e produtor de Beyond the Fringe (1960), presidente da Associação Racionalista (2006) - «Uma função primária desta comunidade é explorar crenças religiosas, e reflectir sobre elas com curiosidade objectiva e atenção antropológica».

26AGO1946-03DEZ2019 - Carlos Augusto Amaral Dias, aliás Carlos Amaral Dias: Médico e escritor português, psicanalista e professor universitário, colaborador de Arte Opinião (1978), comentador radiofónico (Alma Nostra) e televisivo, autor de O Inferno Somos Nós - Conversas Sobre Crianças e Adolescentes (2002) - «Quando somos pequeninos e brincamos que estamos a conduzir um carro ou a cozinhar, estamos a imitar os adultos. A brincadeira da criança tem essa função de identificação à figura do adulto» (a Anabela Mota Ribeiro - Público, 2013).

05DEZ2019 - Terratreme produziu, e estreia Tempo Comum (2018) de Susana Nobre; com Marta Lança e Clara Castanheira.

05DEZ2019 - Midas Filmes produziu, e estreia Made In Bangladesh (2019) de Rubaiyat Hossain; com Rikita Nandini Shimu e Novera Rahman.

05DEZ2019-02FEV2020 - Em Évora, Museu Nacional Frei Manuel do Cenáculo expõe Obra Gráfica de José Fuentes (Espanha).

06DEZ2019-23FEV2020 - No Centro Cultural de Cascais, Fundação D. Luís I apresenta She Looks Into Me - exposição de fotografia de Nuno Moreira.

PASSA|TEMPO

Relógio D’Água edita Sonhos Elétricos de Philip K. Dick (1928-1982); tradução de Helena Briga Nogueira e Paulo Faria.

Dom Quixote edita O Samurai de Shusaku Endo (1923-1996); tradução de José-Pedro Gonçalves.

quinta-feira, fevereiro 06, 2020

FUNDA|MENTAL 27

José de Matos-Cruz | 08 Março 2020 | Edição Kafre | Ano II – Semanário – Desde 2019

FENDA|MENTAL

JUSTA|POSIÇÃO

08MAR1830-11JAN1896 - João de Deus de Nogueira Ramos, aliás João de Deus: Poeta e pedagogo português, criador do método de leitura Cartilha Maternal - «Foi-se-me pouco a pouco amortecendo / a luz que nesta vida me guiava, / olhos fitos na qual até contava / ir os degraus do túmulo descendo. // Em se ela anuviando, em a não vendo, / já se me a luz de tudo anuviava; / despontava ela apenas, despontava / logo em minha alma a luz que ia perdendo. // Alma gémea da minha, e ingénua e pura / como os anjos do céu (se o não sonharam…) / quis mostrar-me que o bem, bem pouco dura! // Não sei se me voou, se ma levaram; / nem saiba eu nunca a minha desventura / contar aos que inda em vida não choraram…» (A Vida - in Campo de Flores - Poesias Lyricas Completas, 1893).

09MAR1910-23JAN1981 - Samuel Osborne Barber, aliás Samuel Barber: Compositor americano, autor de Adagio For Strings (1936) - «A minha obra nasce daquilo que eu sinto. Não sou um criador por consciência própria».

10MAR1881-16OUT1946 - Silvestre Augusto Alegrim, aliás Silvestre Alegrim: Actor e cantor português distinguido em palco pelo talento cómico, e consagrado pelo cinema como Timpanas Boleeiro em A Severa (1931 - Leitão de Barros).

14MAR1923-01AGO2018 - Maria Celeste Rebordão Rodrigues, aliás Celeste Rodrigues: Fadista portuguesa, em casas típicas, rádio, teatro e televisão; carreira em Espanha, Brasil, EUA, Canadá e África; irmã de Amália Rodrigues - «Nunca se meteu na minha carreira artística, felizmente. Senão, eu tinha desistido».

FUNDA|MENSAL

ACTUAL|IDADE

06NOV-14DEZ2019 - Em Lisboa, Galeria do Teatro da Politécnica apresenta De Noite, Todos os Gatos - exposição de pintura de João Gabriel, sendo curadora Marta Espiridião.

09NOV2019-01MAR2020 - Em Lisboa, Atelier-Museu Júlio Pomar apresenta Antes do Início e Depois do Fim - exposição pintura de Júlio Pomar (1926-2018) e de Hugo Canoilas, sendo curadora Sara Antónia Matos. F|M.3-19

21NOV2019 - Zêzere produziu, e estreia Turno do Dia (2018) de Pedro Florêncio; documentário sobre a central de emergência médica do INEM, em Lisboa.

21NOV2019 - NOS Audiovisuais estreia Tristeza e Alegria Na Vida das Girafas (2019) de Tiago Guedes; com Maria Abreu e Tonan Quito. F|M.18

19JAN1929-22NOV2019 - Jean Douchet: Escritor e cineasta francês, crítico (anos ’50 - La Gazette du Cinéma, 1957 - Cahiers du Cinéma) e historiador, actor, argumentista e realizador (1965 - Saint-Germain des Prés / Paris Visto Por… / Paris Vu Par…), professor (1969 - IDHEC, 1985 - Fémis) - «No seu trabalho, estava a arte de amar o cinema para, acima de tudo, amar a vida» (Antoine Guillot).

26JUN1943-22NOV2019 - Eduardo Nascimento: Cantor e músico português, vocalista de Os Rocks (1962), intérprete de O Vento Mudou (1967 - vencedor do Festival RTP da Canção, participante no Festival Eurovisão da Canção).

28NOV2019 - Bando à Parte produziu, e estreia Hálito Azul (2018) de Rodrigo Areias; documentário sobre a vila piscatória da Ribeira Quente, na ilha de S. Miguel, Açores.

28NOV2019 - Zero em Comportamento estreia Infância, Adolescência, Juventude (2018) de Rúben Gonçalves; documentário ambientado na Escola de Dança do Conservatório Nacional, em Lisboa.

28NOV2019 - Desforra Apache estreia Il Sogno Mio d’Amore (2018) de Miguel Moraes Cabral e Nathalie Mansoux; documentário ambientado na Escola de Música do Conservatório Nacional, em Lisboa.

29NOV2019-09FEV2020 - No Centro Cultural de Cascais, Fundação D. Luís I apresenta My Heart Is a V8 - exposição de escultura e pintura de Ana Cristina Leite.

PASSA|TEMPO

Arcádia edita A Voz dos Deuses de Rui Cunha (argumento) e João Amaral (ilustração); adaptação em banda desenhada do romance de João Aguiar (1942-2010). F|M.1-7-16-17

Relógio D’Água edita Apologia do Ócio de Robert Louis Stevenson (1850-1894); tradução de Rogério Casanova. F|M.9

Livros do Brasil edita Um Sentido Para a Vida de Antoine de Saint-Exupéry (1900-1944); tradução e prefácio de Ruy Belo.

Quetzal edita Atlas de Jorge Luis Borges (1899-1986); tradução de Fernando Pinto do Amaral.
 

terça-feira, fevereiro 04, 2020

Extra: MEMORIALE - Base de Dados Sobre Cinema Português

No início de 2020, ficou patente o site Memoriale, com uma base de dados sobre cinema português, de que é autor o crítico, investigador e ensaísta Jorge Leitão Ramos.


Na introdução, questiona-se: «Porquê outra base de dados sobre cinema português? Porque todas as que existem são lacunares, sem créditos quanto à origem das informações e, deste modo, de duvidosa confiabilidade. Aqui, procedeu-se a um trabalho de recolha de informação tendo como fonte privilegiada o genérico dos filmes. Quando se não teve acesso aos genéricos, usaram-se outras fontes, sempre referenciadas. Todos os dados que não pertencem aos genéricos (datas e locais de estreia, durações, etc.) e que não estejam referenciados são da responsabilidade do autor do Memoriale. Tenha-se presente que o pólo central desta base de dados são os filmes e que é em função deles que as outras informações se incluem. Mas não se pretende exaustividade, a não ser no domínio das longas-metragens. Curtas-metragens e séries de televisão irão sendo incluídas, de um modo selecionado. Co-produções em que a parte portuguesa é minoritária serão acrescentadas em fases posteriores. Memoriale é, por definição, uma obra em permanente construção. São bem-vindas todas as informações, detecção de erros, reparos, acrescentos. Há muitos filmes portugueses disponíveis integralmente na internet. Memoriale não fornece links ou indicações nesse sentido porque não desejamos, de modo algum, favorecer a pirataria e o esbulho dos devidos direitos de autor.»

Eis um expressivo arquivo digital – fundamentado em registo e testemunho – essencial para conhecer, conferir ou explorar as virtualidades da sétima arte e do audiovisual entre nós, e através dos tempos.

segunda-feira, fevereiro 03, 2020

FUNDA|MENTAL 26

José de Matos-Cruz | 01 Março 2020 | Edição Kafre | Ano II – Semanário – Desde 2019 

FENDA|MENTAL

JUSTA|POSIÇÃO

01MAR1445-17MAI1510 - Alessandro di Mariano di Vanni Filipepi, aliás Sandro Botticelli: Pintor italiano, renascentista, da Escola Florentina, autor de A Primavera (1482) ou de O Nascimento de Vénus (1483), protegido pela família Medici - «Mereceu louvores por todas as obras que fez, embora se tenha inclinado para aspectos que, devido à hipocrisia, tornam entediosa uma meritória reflexão sobre a arte» (Giorgio Vasari - 1511-1574).

01MAR1906-28ABR1982 - Manuel Nunes Félix Ribeiro, aliás M. Félix Ribeiro: Escritor e médico português, jornalista e redactor, investigador, historiador e ensaísta de cinema, produtor (Rádio-Cinema - 1941-1956), fundador e director da Cinemateca Nacional (desde 1948) e da Cinemateca Portuguesa (1979).

03MAR1920-30DEZ2011 - Ronald William Fordham Searle, aliás Ronald Searle: Ilustrador e cartoonista britânico, autor de St Trinian’s School (1948) - «Até ao fim, com um lápis e um pedaço de papel, continuou a desenhar tranquilamente, o que nos dá ideia da diferença de carácter entre ele e um ser humano comum» (Russell Branddon).

06MAR1926-09OUT2016 - Andrzej Witold Wajda, aliás Andrzej Wajda: Cineasta polaco, distinguido com a Palma de Ouro em Cannes por O Homem de Ferro (1981) - «A par das inquietações políticas e filosóficas, construiu uma linguagem cinematográfica sólida, um realismo robusto pontuado aqui e ali por um grão de loucura, por um toque de humor negro» (José Geraldo Couto).

07MAR1878-04JUN1930 - António Pires Patrício, aliás António Patrício: Escritor e diplomata português, ficcionista, poeta e dramaturgo - «Tenho saudades do teu corpo: ouviste / correr-te toda a carne e toda a alma / o meu desejo – como um anjo triste / que enlaça nuvens pela noite calma?… // Anda a saudade do teu corpo (sentes?…) / sempre comigo: deita-se ao meu lado, / dizendo e redizendo que não mentes / quando me escreves: «vem, meu todo amado…» // É o teu corpo em sombra esta saudade… / Beijo-lhe as mãos, os pés, os seios-sombra: / a luz do seu olhar é escuridade… // Fecho os olhos ao sol para estar contigo. / É de noite este corpo que me assombra… / Vês?! A saudade é um escultor antigo!» (Saudade do Teu Corpo - in Poesia Completa, 1989 - póstumo).

FUNDA|MENSAL

ACTUAL|IDADE

15NOV2019-14MAR2020 - Em Vila Nova de Famalicão, Centro Português do Surrealismo apresenta, na Fundação Cupertino de Miranda, Como a Sombra a Vida Foge - exposição da escultora e poetisa Isabel Meyrelles, sendo curadores Marlene Oliveira e Perfecto E. Cuadrado.

06FEV1924-18NOV2019 - Maria Argentina Pinto dos Santos, aliás Argentina Santos: Fadista portuguesa, empresária (1950 - A Parreirinha de Alfama), intérprete de A Minha Pronúncia, de Chico da Mouraria ou de Chafariz d’El Rei, distinguida com o Prémio Amália Rodrigues / Carreira (2005) - «Com o seu exemplo pessoal e profissional, de coragem, determinação e dedicação aos traços mais originais e profundos do fado, […] tornou-se símbolo desta forma de arte» (Graça Fonseca).

25MAI1942-19NOV2019 - José Mário Monteiro Guedes Branco, aliás José Mário Branco: Músico português, cantor e instrumentista, compositor e arranjador, produtor e editor, intérprete de Mudam-se os Tempos, Mudam-se as Vontades (1971), de A Cantiga É Uma Arma (1975), de FMI (1982), de Eu Vim de Longe (1982) ou de Inquietação (1982) - «Fui percebendo que quanto mais sou os outros, quanto mais nós formos sendo nos outros, quanto mais nós formos já sendo os outros, menos a questão da morte tem importância» (2005 - a Viriato Teles).

20NOV2019-22MAR2020 - No Porto, Museu de Arte Contemporânea de Serralves expõe Cabrita: Um Olhar Inquieto - instalação de Pedro Cabrita Reis, também curador com Marta Moreira de Almeida. F|M.5

PASSA|TEMPO

Opera Omnia edita 35 + 15 Poemas de Cristovam Pavia (1933-1968); prefácio de Carlos Poças Falcão.

Bertrand edita Grace de Margaret Atwood; tradução de Ana Falcão Bastos.

quinta-feira, janeiro 30, 2020

Extra: ORION #5

Com edição e coordenação de Renato Abreu, surge o número #5 do fanzine Orion, acessível online e referenciado a Janeiro de 2020, tendo ainda uma versão de referência em papel, destinada aos colaboradores.
Artistas e escritores, são eles Andro Malis, Bernardino Costantino, Joan Blaisse (e capa), José de Matos-Cruz, Luís Filipe Silva, Maria João Worm, Nicola Rettino, Renato Abreu, Sofia Gonçalves Lobo e Yvan Guillo.

Os números anteriores de Orion continuam também patentes online: o #0, experimental e revelado em Março de 2018; o #1, correspondente a Julho de 2018; o #2, aparecido em Janeiro de 2019; e o #3/4, com data de Junho de 2019.

segunda-feira, janeiro 27, 2020

FUNDA|MENTAL 25

José de Matos-Cruz | 24 Fevereiro 2020 | Edição Kafre | Ano II – Semanário – Desde 2019 

FENDA|MENTAL

JUSTA|POSIÇÃO

24FEV1891-24JAN1976 - Ernestino Augusto da Costa, aliás Augusto Costa, aliás Costinha: Actor português de teatro (desde 1913) e cinema (após Lisboa, Crónica Anedótica - 1930 de Leitão de Barros); estudos de violino; carreira no Brasil.

25FEV1841-03DEZ1919 - Pierre-Auguste Renoir: Pintor francês, ligado ao impressionismo; pai do actor Pierre Renoir (1885-1952), do cineasta Jean Renoir (1894-1979) e do ceramista Claude Renoir (1901-1969), avô do director de fotografia Claude Renoir (1913-1993) - «Gosto de quadros que me dão vontade de entrar neles, se forem paisagens, ou que me dão vontade de os acariciar, se forem mulheres».

25FEV1855-19JUL1886 - José Joaquim Cesário Verde, aliás Cesário Verde: Poeta português - «Dizem que tu és pura como um lírio / E mais fria e insensível que o granito, / E que eu que passo aí por favorito, / Vivo louco de dor e de martírio. // Contam que tens um modo altivo e sério, / Que és muito desdenhosa e presumida, / E que o maior prazer da tua vida, / Seria acompanhar-me ao cemitério. // Chamam-te a bela imperatriz das fátuas, / A déspota, a fatal, o figurino, / E afirmam que és um molde alabastrino, / E não tens coração, como as estátuas. // E narram o cruel martirológio / Dos que são teus, ó corpo sem defeito, / E julgam que é monótono o teu peito / Como o bater cadente dum relógio. // Porém eu sei que tu, que como um ópio / Me matas, me desvairas e adormeces, / És tão loura e dourada como as messes / E possuis muito amor… muito amor-próprio.» (Vaidosa - in O Livro de Cesário Verde, 1887 - póstumo).

29FEV1888-26JUN1982 - Alfredo Rodrigo Duarte, aliás Alfredo Marceneiro: Fadista, compositor e letrista português - «Quando eles não valem nada / Não se ganha em discutir / Não é bom servir de escada / Para qualquer asno subir // Há gente que só diz mal / Para se impor, para ser notada / Quem discute menos vale /Quando eles não valem nada» (Conceito - letra de Carlos Conde, excerto).




FUNDA|MENSAL

ACTUAL|IDADE

05OUT1939-02NOV2019 - Maïténa Doumenach, aliás Marie Laforêt: Actriz (À Luz do Sol / Plein Soleil - 1960 de René Clément) e cantora (1963 - Les Vendanges de l’Amour) francesa - «Foi uma das caras (e voz) do movimento artístico Nouvelle Vague» (José Cutileiro).

07NOV2019 - Papaveronoir Filmes estreia Bostofrio (2018) de Paulo Carneiro; documentário sobre uma aldeia remota no interior de Portugal.

07NOV2019 - Desforra Apache estreia Technoboss (2019) de João Nicolau; com Miguel Lobo Antunes e Luísa Cruz.

01JAN1942-11NOV2019 - Teresa de Jesus Pinto Coelho Telles da Silva, aliás Tereza Tarouca: Fadista portuguesa distinguida com o Prémio Bordalo / Casa da Imprensa (1964), intérprete de Deixa Que Te Cante Um Fado ou de Saudade, Silêncio e Sombra, assinalada por Tereza Tarouca Canta Pedro Homem de Mello (1989) - «Apesar de ter uma carreira menos mediática que a de outras fadistas da sua geração, não deixou de se notabilizar junto destas grandes referências do fado, que tinham uma admiração consensual por ela» (Sara Pereira).

21MAI1937-13NOV2019 - Manuel Jorge Veloso: Músico português, compositor, pioneiro do jazz em Portugal, baterista, cofundador do Quarteto do Hot Clube de Portugal; professor, crítico e cronista; divulgador (jazz, música popular e erudita); produtor, realizador e apresentador de televisão e de rádio; autor de bandas sonoras para cinema e televisão.

15NOV2019-19JAN2020 - No Centro Cultural de Cascais, Fundação D. Luís I expõe Unlimited - A Sky Full of Light de Clara Afonso; reflexão onde a pintura se associa à fotografia e à imagem, envolvendo diferentes áreas do conhecimento na criação plástica.

16NOV-20DEZ2019 - Em Lisboa, no Antigo Mercado de Xabregas, Ar.Co - Centro de Arte e Comunicação Visual expõe Si Sol Flat de Manuel Caldeira, Pedro Sousa Vieira e Rui Chafes.

PASSA|TEMPO

Universal edita em CD, sob chancela Deutsche Grammophon, Ludwig van Beethoven [1770-1827]: Sonatas Op. 106 Hammerklavier e Op. 27 Nº 2 Ao Luar pelo pianista Murray Perahia. F|M.2

quinta-feira, janeiro 23, 2020

FUNDA|MENTAL 24

José de Matos-Cruz | 16 Fevereiro 2020 | Edição Kafre | Ano II – Semanário – Desde 2019 

FENDA|MENTAL

JUSTA|POSIÇÃO

16FEV1925-23JUL2004 - Carlos Paredes: Músico português, compositor e guitarrista, tendo participação em rádio (após 1949) e cinema (desde 1960, com destaque para Os Verdes Anos - 1963 de Paulo Rocha); primeiro lp gravado em 1967 (Guitarra Portuguesa).
 
17FEV1930-02MAI2015 - Ruth Barbara Rendell, aliás Ruth Rendell: Escritora inglesa de romances policiais, criadora do Inspector Reginald Wexford - «Uma observadora elegante e perspicaz da sociedade, muitos dos seus premiados thrillers e mistérios psicológicos de crime sublinharam as causas que ela apoiava» (Gail Rebuck).

17FEV1940-26JAN1993 - Nelson Dias: Artista plástico português, ilustrador de Wanya - Escala Em Orongo (1972) - «A violência que perpassa é sempre contada em flashback, como recordação - tanto do que vitimou Orongo, como do que ocorreu na Terra, antes de ter superado uma atávica inclinação guerreira»; banda desenhada sobre história de Augusto Mota, tal como Copra, a Flor da Memória (1973).

17FEV1944-14JAN2000 - Zita Glória Duarte Silva, aliás Zita Duarte: Actriz portuguesa de teatro (desde 1963), cinema (após Os Demónios de Alcácer-Kibir - 1975 de José Fonseca e Costa) e televisão (1996); cantora e narradora.

18FEV1932-14ABR2018 - Jan Tomáš Forman, aliás Milos Forman: Cineasta de origem checa, argumentista e actor, naturalizado americano (1977), realizador de Voando Sobre Um Ninho de Cucos / One Flew Over the Cuckoo’s Nest (1975) ou de Amadeus (1984) - «Foi um criador capaz de conservar a energia dos seus trabalhos iniciais no tão peculiar contexto de Hollywood, preservando mesmo um desejo de realismo cuja pertinência a passagem dos anos reforçou» (João Lopes).

ÁGUA|FORTE

Wanya - Escala Em Orongo

FUNDA|MENSAL

ACTUAL|IDADE

21SET-24NOV2019 - Pavilhão Branco do Museu de Lisboa apresenta Hoje, Nada - exposição de fotografia de Daniel Blaufuks, sendo curador Sérgio Mah.

22OUT2019-31MAR2020 - Em Lisboa, Biblioteca Nacional de Portugal / BNP apresenta Volta ao Mundo - Obra Gráfica de José de Guimarães - exposição de gravura (anos 1960-2018), sendo curadores Pedro Campos Costa e Raquel Henriques da Silva.

10FEV1953-24OUT2019 - Vera de Carvalho Futscher Pereira, aliás Vera Futscher Pereira: Escritora e jornalista (1977 - ANOP) portuguesa, intérprete e tradutora, relações públicas na Cinemateca Portuguesa (1983), autora de Retrovisor - Um Álbum de Família (2009 - excerto: «No entanto, creio ter reconhecido, pelo caminho, certas motivações mais profundas, como a tentativa de reagrupar pessoas e lugares dispersos pelas rupturas da vida – e pela própria passagem do tempo – e de prolongar mais um pouco o convívio com eles, para uma despedida sem lágrimas.»).

29JUN1930-26OUT2019 - Robert J. Shapera, aliás Robert Evans: Actor (1957 - O Homem das Mil Caras / Man of a Thousand Faces de Joseph Pavney), responsável pela Paramount Pictures (1968 - A Semente do Diabo / Rosemary’s Baby de Roman Polanski, 1972 - O Padrinho /The Godfather de Francis Ford Coppola) e produtor de cinema americano (1974 - Chinatown de Roman Polanski) - «Não seguimos a via comercial. Optámos pelo que é original. Por vezes falhámos, mas também atingimos a magia» (2002). 
 
31OUT2019 - Midas Filmes estreia Vitalina Varela (2019) de Pedro Costa; com Vitalina Varela e Ventura. F|M.16

09NOV2019-23FEV2020 - Em Vila Franca de Xira, Museu do Neo-Realismo apresenta Raízes de Uma Colecção: Alves Redol [1911-1969] e (Seus) Ilustradores, sendo curadora Luísa Duarte Santos.

PASSA|TEMPO

Daniel Maia edita e produz com Eduardo Martins, para o colectivo de banda desenhada Tágide, o fanzine Outras Bandas # 1; capa de Susana Resende, colaboração de António Coelho, António Pires, Daniel Maia, Mário André, Patrícia Costa, Pedro Cruz, Sérgio Santos e Shania Santos. F|M.7

Universal edita em CD, sob chancela Deutsche Grammophon, Gabriel Fauré [1845-1924] / [Claude] Debussy [1862-1918] / [Karol] Szymanowski [1882-1937] / [Frédéric] Chopin [1810-1849] por (pianista) Rafal Blechacz e (violinista) Bomsori Kim. F|M.18

terça-feira, janeiro 14, 2020

Extra: BDTECA 2020 – 14ª Mostra de Banda Desenhada de Odemira

Entre Janeiro e Março de 2020, decorre a BDTECA14ª Mostra de Banda Desenhada de Odemira, promovida pela Biblioteca Municipal José Saramago, em parceria com a Associação Sopa dos Artistas. O evento inicia-se com o Concurso Nacional de Banda Desenhada, cujos trabalhos deverão ser entregues até ao dia 14 de Fevereiro, e estarão expostos a partir de 7 de Março.

Inaugurada em 18 de Janeiro, e até 7 de Fevereiro, está patente a Exposição de Tiras de BD – Segura Net, no âmbito do Dia da Internet Segura, que se assinala no início de Fevereiro.
Entre 8 de Fevereiro e 5 de Março, destaca-se a Exposição de Ilustração – A Viagem do Elefante de João Amaral, uma adaptação da obra homónima de José Saramago.


De 10 de Fevereiro a 7 de Março, na Escola Secundária Dr. Manuel Candeias Gonçalves, pode ver-se a Exposição de BD – ComEdu: Comics For Education, projecto co-financiado pela Rota Jovem e apoiado pelo programa Erasmus+ e Kuš! Komikss (Letónia).
Daniela Viçoso, Amanda Baeza, João Carola e Duarte Maria orientam O Teu Sítio (em 6 de Março – workshop de ilustração) e Banda Desenhada Para Pessoas Que Acham Que Não Sabem Desenhar (em 7 de Março – workshop de BD).

quinta-feira, janeiro 09, 2020

FUNDA|MENTAL 23

José de Matos-Cruz | 08 Fevereiro 2020 | Edição Kafre | Ano II – Semanário – Desde 2019 

FENDA|MENTAL

JUSTA|POSIÇÃO

10FEV1890-30MAI1960 - Boris Leonidovitch Pasternak, aliás Boris Pasternak: Escritor russo, poeta e ficcionista, autor de Doutor Jivago (1957), distinguido com o Prémio Nobel da Literatura (1958) - «As revoluções duram semanas, anos; depois, durante decénios e séculos, adora-se, como algo de sagrado, esse espírito de mediocridade que as suscitou».

10FEV1910-07FEV1994 - Jorge Júdice Limpo Brum do Canto, aliás Jorge Brum do Canto: Cineasta português, realizador (ficcionista e documentarista), argumentista, montador e actor, crítico e jornalista, músico e ecologista, pescador e gastrónomo. F|M.4-6

13FEV1740-18OUT1802 - Madeleine-Sophie Arnould, aliás Sophie Arnould: Cantora de ópera, soprano francesa - «A maior parte das mulheres galantes entrega-se a Deus, quando o Diabo já não as pretende».

15FEV1901-11AGO1984 - Raul de Carvalho Soares, aliás Raul de Carvalho: Actor português de teatro (após 1921), cinema (após O Primo Basílio - 1922 de Georges Pallu), rádio e televisão; declamador, locutor e empresário.

15FEV1913-28AGO1990 - Willebrord Jan Frans Maria Vandersteen, aliás Willy Vandersteen: Artista belga de banda desenhada, criador de Bob et Bobette / Suske en Wiske (1945), «o Bruegel dos quadradinhos» (Hergé) - «Profundamente ligado à história, à tradição artística e à identidade flamenga, bem como à realidade quotidiana e humana da sua Flandres natal» (Eurico de Barros).

FUNDA|MENSAL

ACTUAL|IDADE

17SET2019-12JAN2020 - Em Lisboa, Torreão Nascente da Cordoaria Nacional apresenta Espelho - exposição de escultura e desenho de Rui Sanches, sendo curador Delfim Sardo.

04OUT2019-20ABR2020 - Em Lisboa, Museu de Arte, Arquitectura e Tecnologia / MAAT apresenta Ama Como a Estrada Começa - instalação de João Pedro Vale & Nuno Alexandre Ferreira, sendo curadora Inês Grosso.

10OUT2019-12JAN2020 - Em Lisboa, Museu Colecção Berardo apresenta Espelho - exposição de desenho e escultura de Rui Sanches, sendo curadora Sara Antónia Matos.

19OUT-30NOV2019 - No Porto, Casa São Roque | Centro de Arte apresenta Inventória - exposição de desenho e pintura de Ana Jotta, sendo curadora Barbara Piwowarska.

20OUT2019 - Em Vidago, Casa-Museu João Vieira apresenta Exposição dedicada à vida e à obra do artista plástico e escritor João Vieira (1934-2009), sendo curador Manuel João Vieira.

22OUT2019-23FEV2020 - Em Lisboa, Palácio Pimenta - Museu de Lisboa expõe Vieira Lusitano. A Partir de 3 Desenhos; sobre a Lisboa de Francisco de Matos Vieira (1699-1783), pintor régio (1733) de D. João V.

25OUT2019-08MAR2020 - No Porto, Museu de Arte Contemporânea de Serralves apresenta O Grito da Imaginação - exposição de pintura de Paula Rego, sendo curadora Marta Almeida. F|M.12

17NOV1932-26OUT2019 - José Bento de Almeida e Silva Nascimento, aliás José Bento: Escritor português, analista e crítico literário, co-fundador de Cassiopeia (1955), redactor de O Tempo e o Modo (1963), poeta (1992 - Silabário), tradutor e divulgador da cultura espanhola (2005 - O Engenhoso Fidalgo D. Quixote de la Mancha de Miguel de Cervantes).

31OUT2019-12ABR2020 - Alfândega do Porto apresenta, com Art For You e Fondation Henri Cartier-Bresson, a exposição de fotografia Henri Cartier-Bresson [1908-2004]: Retratos, sendo curadora Aude Raimbault.

PASSA|TEMPO

Bizâncio edita Leitão de Barros [1896-1967] - A Biografia Roubada de Joana Leitão de Barros e Ana Mantero. F|M.5-10-21 
 

segunda-feira, janeiro 06, 2020

FUNDA|MENTAL 22

José de Matos-Cruz | 01 Fevereiro 2020 | Edição Kafre | Ano II – Semanário – Desde 2019 

FENDA|MENTAL

JUSTA|POSIÇÃO

02FEV1939-03FEV2003 - João César Monteiro Santos, aliás João César Monteiro: Cineasta português, realizador (ficcionista e documentarista), argumentista, produtor e actor, escritor, crítico e ensaísta.

04FEV1799-09DEZ1854 - João Baptista da Silva Leitão de Almeida Garrett, Visconde de Almeida Garrett: Escritor e político português, ficcionista, poeta e dramaturgo - «Era assim, tinha esse olhar, / A mesma graça, o mesmo ar, / Corava da mesma cor, / Aquela visão que eu vi / Quando eu sonhava de amor, / Quando em sonhos me perdi. // Toda assim; o porte altivo, / O semblante pensativo, / E uma suave tristeza / Que por toda ela descia / Como um véu que lhe envolvia, / Que lhe adoçava a beleza.» (Não És Tu, excerto - in Folhas Caídas, 1853).

04FEV1900-11ABR1977 - Jacques André Marie Prévert, aliás Jacques Prévert: Poeta francês, autor de Paroles (1945) - «E Deus expulsou Adão com golpes de cana-de-açúcar / e assim fabricou o primeiro rum na terra. // E Adão e Eva cambalearam / pelos vinhedos do Senhor / a Santíssima Trindade encurralava-os / mesmo assim continuaram a cantar / com voz infantil de tabuada / Deus e Deus quatro / Deus e Deus quatro / e a Santíssima Trindade chorava… // Por cima do triângulo isóscele e sagrado / um biângulo isopicante brilhava / e eclipsava o outro.» (E Deus Expulsou Adão… - in Histoires, 1963).

06FEV1908-20AGO1993 - Aquilino Rodrigues Mendes Júnior, aliás Aquilino Mendes: Cineasta português, realizador documentarista, director de fotografia e produtor; técnico de laboratório, da Cinemateca do Ministério da Agricultura e da Tobis Portuguesa; carreira no Brasil e nos EUA.

SUPER|VISÃO

Eu muitas vezes, nestas sufocadas noites de estio, viajo até à minha janela para ver uma nesguita de Tejo que está no fim da rua, e me enganar com uns verdes de árvores que ali vegetam a sua laboriosa infância nos entulhos do Cais do Sodré. E nunca escrevi estas minhas viagens nem as suas impressões pois tinham muito que ver! Foi sempre ambiciosa a minha pena: pobre e soberba, quer assunto mais largo. Pois hei-de dar-lho. Vou nada menos que a Santarém: e protesto que de quanto vir e ouvir, de quanto eu pensar e sentir se há-de fazer crónica.
Era uma ideia vaga; mais desejo que tenção, que eu tinha há muito de ir conhecer as ricas várzeas desse Ribatejo, e saudar em seu alto cume a mais histórica e monumental das nossas vilas. Abalam-me as instâncias de um amigo, decidem-me as tonteiras de um jornal, que por mexeriquice quis encabeçar em desígnio político determinado a minha visita.
Pois por isso mesmo vou: pronunciei-me.
Almeida Garrett
- Viagens Na Minha Terra (excerto - 1846)
FUNDA|MENSAL

ACTUAL|IDADE

13JUN1938-14OUT2019 - Manuel António de Sotto-Mayor da Silva Amado, aliás Manuel Amado: Pintor, arquitecto e actor português - «Deixa uma obra pictórica extensa e coerente, marcada por lugares desabitados, que o público português e mesmo estrangeiro pôde apreciar, em exposições regulares a partir de 1975» (Luísa Soares de Oliveira).

11JUL1930-14OUT2019 - Harold Bloom: Escritor americano, professor de Humanidades na Universidade de Yale, analista e crítico literário, autor de A Angústia da Influência (1973) ou de O Cânone Ocidental (1994) - «Shakespeare é Deus».

1976-16OUT2019 - Ricardo Tércio: Desenhador (Nervoso - 2015) e ilustrador português (Milagreiro de André Oliveira, Dofus Monster de Dobbs), autor de quadradinhos com carreira internacional (Marvel - Spider-Man Fairy Tales, Avengers Fairy Tales; Image), animador (Droid i.d.), membro do colectivo The Lisbon Studio - «Custa a crer que este extraordinário artista largou o lápis, pela última vez» (C.B. Cebulski).

17OUT2019 - Alright Creative Entertainment estreia, com NOS Audiovisuais, Mutant Blast (2018) de Fernando Alle; com Maria Leite e Joaquim Guerreiro.

26OUT2019-02FEV2020 - No Centro Cultural de Cascais, Fundação D. Luís I apresenta As Minhas Propriedades - exposição de pintura de Avelino Sá.

05NOV-24NOV2019 - Em Lisboa, Livraria Ler Devagar / LxFactory apresenta Teotónio | Retrospectiva - exposição de artes plásticas de Teotónio Agostinho.

ÁGUA|FORTE
Ricardo Tércio

PASSA|TEMPO

Tinta da China edita Brasil Em Campo de Nelson Rodrigues (1912-1980); selecção e organização de Sónia Rodrigues.

Fundação Calouste Gulbenkian edita A Cidade Virtuosa de Alfarabi (870-950).